Quer visitar o Transamerica Expo Center?

Ver Mapa Como Chegar
Em 25 de junho de 2013

Entrevista especial: Rodrigo Cordeiro

Rodrigo Cordeiro tem ampla experiência no mercado de eventos. Ele é diretor de treinamento e capacitação na ABEOC-SP (Associação Brasileira de Empresas de Eventos) e também diretor da Acqua Consultoria, uma empresa especializada em organizar congressos e feiras. Nessa entrevista, o profissional aponta as principais ações da associação para o setor, entre elas a redação do texto de autorregulamentação da área e também o Programa de Qualificação da entidade. 

Você possui experiência em organização de eventos. Quais as principais mudanças que tem visto nessa área no Brasil?

Antes existiam grandes eventos sobre grandes temas. Hoje temos eventos menores sobre cada uma das subáreas desses grandes do passado. São poucas as feiras que se sustentam apenas como tal, hoje dependem da realização de um bom congresso paralelo. Os visitantes buscam conhecimento e networking.

Paralelo a isso, existem também os avanços na utilização da internet como ferramenta de trabalho, divulgação e novas soluções para os eventos.

O mercado passa por constantes transformações e este é o desafio do organizador: perceber e se antecipar ao que vem adiante. Acabou o tempo em que eles esperavam o telefone tocar com clientes pedindo cotações. Atualmente, cabem aos profissionais fidelizarem clientes desenvolvendo negócios.

Quais são as principais iniciativas da ABEOC em relação à qualificação das empresas e dos profissionais que atuam na área de eventos?

A escolha para sediar a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos trouxe os holofotes do mundo para o Brasil. As empresas de eventos devem estar estruturadas, preparadas com equipe treinada e especializada, dispor de bom quadro de fornecedores, equipamentos e tecnologia de ponta para atender à demanda atual e futura. O setor carece de cursos para formação de mão de obra. As empresas são a escola e o custo para isso é alto. A ABEOC-SP entende que ao promover atividades de capacitação, ajuda as empresas na formação, qualificação e reciclagem do conhecimento de gestores e da equipe. Os cursos são sempre ministrados por profissionais do setor, experientes e com capacidade de transmissão do conhecimento prático.

Como funciona o Programa de Qualificação da ABEOC e que tipo de conteúdo é abordado nos cursos?

O Programa de Qualidade ABEOC BRASIL- Qualificação em Gestão e Certificação de Micro e Pequenas Empresas de Eventos está presente em 12 estados e tem como objetivo certificar 20 empresas em cada. Até o final de 2014, cerca de 240 estarão certificadas. O Sebrae é parceiro no desenvolvimento do programa, pois 90% das empresas do setor são micro e pequenas. São duas etapas: a primeira de capacitação empresarial e a segunda para avaliação e obtenção do selo. Começa em julho de 2013 e finaliza em dezembro de 2014.

Organizadores são prestadores de serviços (empresas maiores ou menores). É fundamental que o empresário saiba calcular seu custo para formar o preço de venda. A concorrência predatória não é salutar para um mercado com tantas oportunidades e em amplo crescimento.

Os cursos, assim como a certificação, são focados na gestão das empresas, visando garantir a longevidade e o aumento da qualidade com processos internos que refletirão na melhor prestação do serviço a preços menores, minimizando os riscos.

Certificação é uma tendência. Em um mundo globalizado, é preciso ter diferenciais para que estejamos sempre à frente dos nossos concorrentes. O lançamento do Selo de Qualidade no estado de São Paulo acontece no dia 03 de julho, às 19h, no Hotel Pullman Ibirapuera, em São Paulo.

Cada vez mais, a internet e as redes sociais são usadas na divulgação de eventos. Qual a importância do uso dessas tecnologias?

Os organizadores devem sempre inovar e surpreender o público. As mídias sociais tornaram-se ferramenta de divulgação de 90% dos médios e grandes eventos realizados no Brasil. Elas mobilizam e sensibilizam um grande número de pessoas, dando a elas a oportunidade de colaborar com a divulgação, além de expor suas impressões e expectativas. E isso, se bem utilizado, pode mudar a forma de realização do evento.

Quais as principais medidas da associação voltadas para a regulamentação do mercado?

É importante que se estabeleça, formalmente, quem são os atores desse mercado, quais as relações e condições estabelecidas entre eles. A ABEOC trabalha na redação do texto da autorregulamentação, um importante avanço para o setor.

Em 2013, quais as principais ações da entidade para o setor de eventos?

Atualmente, a ABEOC-SP trabalha na divulgação do Selo de Qualidade, na redação do texto da autorregulamentação do setor e promoção de atividades de capacitação e reciclagem do conhecimento com cursos mensais. Os próximos já estão confirmados: em agosto, teremos Eventos Médicos; em setembro, Captação de Eventos; em outubro, Captação de Recursos para Eventos.

Já em nossas reuniões bimestrais, promovemos palestras para que os associados se conheçam, assim criamos a oportunidade para o networking. Além disso, a ABEOC tem cadeira em fóruns de discussão do setor de turismo e eventos e está presente nos eventos do trade.

Para o setor de eventos no Brasil, qual a expectativa de crescimento e investimento para os próximos anos?

A expectativa do setor de eventos é otimista. O mundo, em especial as antigas e principais economias, passa por severa crise econômica. Isso faz com que empresas procurem mercados emergentes para vendas de produtos ou prestação de serviços. E o Brasil é a bola da vez.

  • Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    FAÇA SEU EVENTO AQUI