Transamerica Expo Center
Marketing de experiência: o que é e como usá-lo para ter sucesso

24 set 2019

Marketing de experiência: o que é e como usá-lo para ter sucesso

Pensar que o seu público está esperando apenas que você venda um produto ou serviço de qualidade é uma mentalidade ultrapassada. Isso se tornou apenas o essencial às marcas.

No entanto, como se diferenciar dos concorrentes frente ao mercado? A resposta é simples: ofereça, além de um bom produto, uma experiência inesquecível para os seus consumidores, desde o primeiro contato com a sua marca até a fidelização do cliente.

Para saber mais sobre o assunto, acompanhe o artigo que preparamos com ótimas dicas para implantar o marketing de experiência em eventos nas suas produções.

 

O que é marketing de experiência?

Marketing de experiência é o ato de despertar conexões emotivas com os seus clientes para conquistar, engajar e fidelizá-los à sua marca. Esta ação tem sido uma das principais estratégias das empresas que buscam criar laços com a sua audiência.

Um bom exemplo é interagir com as pessoas que falam sobre a sua marca nos canais de comunicação, seja através de mensagens com elogios, reclamações ou dúvidas. Nesse caso, mostrar disponibilidade e proximidade transmite aos consumidores a sensação de transparência e confiança. Além de divulgar o que você vende com ótima qualidade, você precisa fazer seu público se sentir bem em comprar um produto ou contratar o seu serviço. Para isso, seja no meio online ou offline, proporcione ao seu público-alvo vivências positivas e inesquecíveis.

Se quer tornar-se referência de qualidade no que oferece, o marketing de experiência em eventos é um segredo indispensável!

 

Os três Vs do marketing de experiência

O marketing de experiência baseia-se em três Vs: verdade, vontade e valor. Eles direcionam as ações e dão a base para a estratégia de relacionamento.

Verdade: transmitir credibilidade, contar histórias verdadeiras e prometer apenas o que será possível cumprir.
Vontade: está ligada à verdade passada pela empresa. A marca oferece uma experiência e o consumidor sente o desejo em vivê-la.
Valor: a percepção que o cliente teve da experiência e da empresa. O significado que a compra ou contratação teve na vida dele.

 

Quais são os benefícios do marketing de experiência em negócios?

A era da internet facilitou a aproximação das empresas com a opinião dos seus consumidores. Hoje, os clientes podem buscar pelas avaliações das marcas, comparar determinada organização aos seus concorrentes ou relatar experiências ruins em sites como Reclame Aqui.

Mas essa promoção gratuita pode não ser tão fácil assim. Se você entrega ao seu cliente apenas o que é o essencial, dificilmente ele gastará tempo para elogiar sua marca na internet ou indicar aos amigos. É provável que ele fique contente com seu produto ou serviço, mas não se torne amante da sua marca.

Por isso, para ter clientes divulgadores da sua empresa, que façam avaliações e recomendações positivas, é preciso, além de entregar o que foi buscado por eles, oferecer uma experiência que trará um dos maiores benefícios de uma marca: fãs – aqueles que são fiéis, divulgam e não deixam de consumi-la, independentemente dos preços e condições dos concorrentes.

Os momentos para ofertar marketing de experiência em eventos

 

  1. Pré-evento

Construa um bom relacionamento com o seu público antes da data do evento – atualmente, as ferramentas digitais permitem esta proximidade com antecedência. Tal conexão pode acontecer por meio de vídeos mostrando os preparativos, o que criará uma expectativa em seus convidados e proporcionar um engajamento mais profundo entre o seu evento e as pessoas.

Para exemplificar, pense num festival de música que tem como objetivo entregar bons shows durante os dias de festa. Na era do marketing de experiência, além de permitir que todas as pessoas consigam comprar os ingressos, algo a mais é preciso ser feito.

Como no caso do Festival João Rock, que, em 2015, procurou uma forma bem inusitada de divulgar o lineup dos artistas. Nesta edição, os organizadores utilizaram uma imagem em sua página do Facebook com ilustrações aparentemente desconexas escondendo os nomes das 15 bandas participantes na programação.

 

  1. Durante o evento

Um dos maiores desafios para um organizador de eventos é fazer com que o dia fique gravado de forma positiva na memória dos convidados.

Para isso, você pode, por exemplo, promover ações para que o cliente experimente o produto de diferentes formas. Abuse das experiências multissensoriais (visão, audição, tato, olfato e paladar), que funcionam no marketing como ferramenta de profunda conexão com o público.

Ainda: vá além da proposta principal do evento. Uma boa inspiração é o Rock in Rio, que oferece estandes de patrocinadores, brinquedos e áreas especiais, além dos shows musicais.

 

  1. Pós-evento

Além de deixar o seu evento na memória, um bom promotor pode fazer os seus convidados sentirem saudades do que viveu, olhando para um objeto ganhado ou comprado.

Em relação a isso, ao final do evento, você pode enviar um e-mail com brindes, posicionar uma miniloja para a venda de peças com as estampas do evento ou entregar as fotos tiradas de cada convidado. Você também pode aproveitar o momento para realizar uma pesquisa de feedback e, a partir dela, entender o que mais agradou os participantes e o que é possível melhorar nas próximas edições.

 

Com estas três etapas do marketing de experiência em eventos, você estará mais próximo de se destacar e conquistar seu público-alvo. Além disso, outros benefícios podem ser agregados à sua marca, isto é, como alguns fãs irão interagir com o conteúdo e a divulgação “boca-a-boca” do seu produto – Apple e Coca-Cola são bons exemplos.

Após entender o papel do marketing de experiência de eventos, separamos algumas dicas de como escolher o mestre de cerimônia ideal.

Gostou do texto? Deixe nos comentários a sua opinião e compartilhe o artigo com os seus amigos nas redes sociais.